Pular para o conteúdo
Afinal, como funciona o Clipping Digital?

Afinal, como funciona o Clipping Digital?

Compartilhe

Não é de hoje que o clipping é uma das mais importantes ferramentas do assessor de imprensa e de quem trabalha na área da comunicação. Afinal, ele é fundamental para que seus clientes possam acompanhar o que se passa no mercado e o que é dito na mídia sobre eles (e até da concorrência), certo? Mas você já investiu em clipping digital? Sabe como ele é feito?

Se ainda não, este post é importante para você, porque vamos detalhar como o clipping digital é feito e o que você (e principalmente seus clientes) tem a ganhar ao experimentá-lo. É que, quando feito adequadamente, o clipping deixa de ser apenas um acompanhamento de notícias para ser uma ferramenta necessária para o planejamento e o desenvolvimento de estratégias da empresa. Além da comunicação, especialmente para profissionais de gestão de marca e branding, muitas outras áreas se beneficiam das informações contidas no clipping.

Acompanhe!

Foco no clipping digital

Em um mundo em que existem cada vez menos limites entre o físico e o virtual, a comunicação digital está no centro das atenções do mercado. Em tempo real, todas as pessoas são bombardeadas constantemente por notícias produzidas em todo tipo de mídia on-line, e consomem indiscriminadamente essas infinitas informações. Você concorda que é dever do assessor acompanhar tudo isso de muito perto? Claro que sim, não é?

Até pouco tempo atrás, o monitoramento do que era produzido na mídia envolvia gravação de programas, cálculo de centimetragem de notícias publicadas em veículos impressos e a busca de uma ou outra nota em veículos digitais, o que levava tempo e demandava alguém para fazer tudo isso. Hoje, essa lógica praticamente já não existe mais, porque a velocidade da informação mudou, assim como seu volume também é infinitamente maior. O impacto do digital inverteu as prioridades da comunicação e sua urgência.

Leia também: Por que o clipping digital pode ser uma vantagem de mercado?

Como é feito

Atualmente, o monitoramento das notícias on-line passou por um processo de automação, deixando de ser feito por uma pessoa. As buscas agora são feitas por um sistema, por meio de palavras-chave. Essas pesquisas podem ser, por exemplo, o nome da marca do seu cliente, ou do produto e serviço, mas outras expressões também podem ser incluídas, como a área de interesse dele e da concorrência. Os critérios e filtros de cada pesquisa são definidos e alinhados exatamente conforme a necessidade da empresa, com resultados certeiros.

Por agir em tempo real e estar disponível em poucos cliques, o clipping digital otimiza os processos da assessoria de imprensa, aumentando a eficiência da comunicação da empresa e gerando mais valor para quem interessa: seu cliente. Curtiu?

Utilização da ferramenta

Agora que você já conhece os processos do clipping digital, deve estar curioso para experimentar uma ferramenta e disponibilizá-la para seus clientes, certo? Para você, fica o convite para testar gratuitamente as soluções propostas pela Klipbox. Clique aqui e conheça agora mesmo! São mais de 16 mil fontes de todo o Brasil monitoradas em tempo real! Seus clientes agradecem.

Gostou do artigo de hoje? Se sim, não deixe de conhecer também as 5 vantagens da automação do clipping para sua agência!

 Você também pode gostar disso: 3 dicas de como fazer clipagem digital com sucesso

Conteúdo publicado via Publicaí

Inscreva-se no Newsletter

Mais recentes

Tecnologia

PMEs lideram investimentos em tecnologia

Investir em tecnologia é uma exclusividade das grandes empresas? Uma pesquisa da Cortex, plataforma de inteligência de dados voltada para vendas, mostra que não. Segundo

Fique por dentro de tudo que acontece no Marketing de Comunicação

Cadastre-se e receba nossos artigos e materias em primeira mão!